top of page

Os nutrientes essenciais na fase de pré-conceção




Ácido fólico

A vitamina B9, conhecida como ácido fólico, desempenha um papel essencial na síntese de ADN, multiplicação celular, metabolismo de aminoácidos, síntese proteica e de neurotransmissores. Dessa forma, o défice desta vitamina pode resultar numa maior incidência de defeitos no tubo neural do feto, além de aumentar o risco de aborto, baixo peso ao nascimento e parto prematuro.


Iodo

É essencial para a síntese das hormonas responsáveis por regularem o metabolismo celular, o metabolismo basal, o crescimento e desenvolvimento de órgãos e a temperatura corporal. É assim de extrema importância durante o período pré-concecional, gravidez e amamentação de forma a permitir um desenvolvimento saudável do bebé. Um défice acentuado deste mineral pode estar relacionado com consequências como, a mortalidade perinatal, malformações congénitas, hipotiroidismo pós-parto, hipotiroidismo neonatal e anomalias no desenvolvimento neuro cognitivo fetal. No nosso país, a suplementação é recomendada desde a pré-conceção até à amamentação, com exceção das mulheres com patologia da tiroide diagnosticada.


Ferro

O ferro tem uma função crucial no aumento do volume sanguíneo, fundamental para garantir o fornecimento de oxigénio e nutrientes essenciais para o crescimento do feto. Uma ingestão insuficiente deste mineral pode elevar o risco de baixo peso ao nascimento, aborto, parto prematuro e complicações no desenvolvimento neurológico do feto.

Geralmente, é recomendada a suplementação de ferro juntamente com o ácido fólico de forma a prevenir o baixo peso ao nascimento e a anemia materna.


É crucial ressaltar que a suplementação deve ser realizada sob a orientação de um profissional de saúde, garantindo uma avaliação personalizada de acordo com as necessidades individuais de cada pessoa.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page