Uma semana Vegan

Atualizado: Fev 7

Nunca fui grande amante de carne mas defendo que o segredo está no equilibrio e por isso, nunca me tinha passado tal assunto pela cabeça.

Cá em casa tinha um carnívoro nato, com um consumo que chegou a rondar os 0,5kg de consumo de frango por dia.


Sempre escolhemos alimentos saudáveis mas temos vindo a melhorar algumas preocupações ao longo do tempo, sem fundamentalismo mas com mais detalhe tanto na qualidade como na melhoria da quantidade e com um foco importante na sustentabilidade.

O documentário What the Health sensibilizou-nos para a escassez de recursos fruto do consumo excessivo de animais. E desafiámo-nos a fazer uma semana totalmente Vegan.

E, meus amigos, Vegan não consome qualquer tipo de alimento de origem animal.

Eis os alimentos que não consumimos durante essa semana:


Ovos, carne, peixe, lacticínios, produtos embalados com vestígios de origem animal ou manteiga.


Parece simples se o equilibrio nutricional não for uma preocupação. A verdade é que a grande maioria das pessoas que opta por um regime alimentar destes, não sabe equilibrar o seu dia de forma a "não estragar todos aqueles que podem ser os objectivos".


A viagem ao supermercado, para quem está atento aos rótulos é uma verdadeira aventura. Desenganem-se os quem acha que por ser um hambúrguer vegetariano será mais saudável. Muitas das vezes esses produtos têm adição de farinha, óleo de girassol e emulsionantes.


O segundo desafio foi: pensar em receitas convencionais sem usar ovo! Missão cumprida: a linhaça faz a sua função em termos de consistência.



O terceiro e mais importante desafio foi: fazer um Plano Alimentar equilibrado para cada um de nós garantindo que existiriam o mínimo de défices possíveis.

Enquanto que para mim, foi simples de ajustar, para ele, com uma necessidade energética a rondar as 3000kcal, confesso ter sido um verdadeiro desafio no que se refere ao planeamento da semana.



Esta foi a ementa da nossa semana com alguns ajustes ao longo do tempo e com as quantidades adaptadas para cada um.

É claro que existiram mudanças físicas interessantes ao longo do tempo, uma delas sentir maior energia durante o dia mas que é fácil de explicar. O teor de hidratos de carbono é naturalmente superior, pelo teor de leguminosas e por isso, sente-se mais energia.

A nível físico, como tudo estava equilibrado reparámos em ligeiras diferenças, maior eficiência em treino e diminuição de massa gorda, que como é óbvio a segunda pode também estar associada ao facto de estarmos mais alertas com a semana em si.

Por último um dos sintomas mais presente foi a flatulência, pela presença de vegetais e leguminosas introdução rápida das mesmas, que ao fim de 5 dias estava consideravelmente melhor.

Isto tudo para vos dizer que:


  1. Enquanto profissional sujeitármo-nos a estes desafios torna-nos mais conscientes, coloca-nos em alerta e sapientes de tudo o que se sente;

  2. A necessidade de inovação é constante para que não existam défices;

  3. Acabámos por manter neste momento grande parte destes hábitos;

  4. Diminuímos consideravelmente o consumo excessivo de produtos animais;

  5. Podem existir défices associados que devem ser tidos em conta;

  6. Qualquer regime alimentar deve ser acompanhado por um profissional que deve respeitar e explicar todos os prós e contras do mesmo #agitakalorias #semanavegan #vegan #healthylife #healthyfood #instafood

40 visualizações

Mais informações:

agitakalorias@gmail.com

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2019 por Daniela Duarte.