Venha daí o dia da Asneira! Será que faz sentido?


O verão à porta traz a moda das dietas. É quase instantâneo que todo o português se lembre nesta altura dos quilinhos a mais que foi acumulando.


Associado a isso, começa também a procura de dietas, as restrições alimentares autodidatas e as certezas alimentares. Sim porque há lá alguém que saiba mais de nutrição que eu próprio?


Bom, este é o primeiro erro. Não recorrer a um acompanhamento especializado e personalizado.


Pessoalmente defendo uma reeducação alimentar sem grandes dramas e de forma equilibrada, sendo por isso possível prevaricar uma ou outra vez.


Se mantiver durante um mês o plano alimentar certinho, uma vez por semana pode dar-se ao luxo de cometer um excesso.


Mas se acha que pode assaltar o frigorífico, deve ter alguma atenção.


Se por um lado é verdade que a nível psicológico e metabólico é importante o chamado dia da “cheat meal”para que a adesão a um plano mais restritivo seja mais fácil, por outro, utilizar um dia definido como dia da asneira pode, para algumas pessoas, causar mais stress e fazer com que consumam mais do que deveriam podendo deitar tudo a perder.


Pode deitar tudo a perder num dia:


Por exemplo, em termos de valores energéticos, uma mulher adulta necessita em média entre 1600- 1800kcal/ dia.


Embora estes valores variem consoante o dia-a-dia, actividade física, etc, se comer 3000kcal/dia poderá comprometer tudo o que ficou para trás. E acredite que não é difícil chegar a este valor.

Exemplo de um consumo de 3000kcal


Peq-almoço: 1 croissant simples + 1 leite com chocolate: 312+ 124

MM: 1 sumo de laranja: ~85 kcal

Almoço: Hamburguer com batatas fritas e coca-cola: 850 + 445 + 220

Lanche: 1 iogurte com muesli; 226+ 90

Jantar: esparguete à bolonhesa + 1 copo de vinho: 536 + 99

TOTAL: 2,987 kcal



Para controlar este dia da asneira uma das estratégias poderá passar por cozinhar esses alimentos em casa. Geralmente as refeições vindas de fora têm uma adição extra de açúcar, sal e gordura. Quando confeccionadas em casa, esse controle é feito de forma mais eficaz.

Obviamente é bem diferente comer uma fatia de bolo caseiro em vez de um bolo de pastelaria em que as quantidades de açúcar e gordura serão certamente exageradas.


Importante é também não se sentir terrível só porque neste dia “saltou a corda”. Ou pensar: "perdido por 100 perdido por 1000.


Tudo faz parte de um equilíbrio. E se há um dia da semana em que há um jantar de amigos e nem é no suposto "dia da asneira", não há mal nenhum nisso. O resto da semana a rotina volta novamente ao habitual.


Ou seja, não precisa de haver um dia fixo e definido para não cumprir aquilo a que se propôs.


É engraçado perceber que com o tempo e a adopção de um estilo de vida saudável e equilibrado há muitas pessoas que deixam de achar graça a este dia pois a base cuidada é seguida de forma natural. Aprendem a controlar, alternar e equilibrar o seu consumo alimentar sem terem de pensar num dia específico.



0 visualização

Mais informações:

agitakalorias@gmail.com

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2019 por Daniela Duarte.